Por que calcular suas perdas financeiras é importante?

Por que calcular suas perdas financeiras é importante?

A organização financeira é uma premissa para o sucesso de qualquer empreendimento. Saiba mais!

Um estudo do IBGE feito em 2017 concluiu que 6 a cada 10 empresas não conseguem sobreviver aos primeiros 5 anos de existência. Parte do problema pode estar na dificuldade de se identificar e calcular as perdas financeiras.

Isso mesmo! A organização das finanças de um negócio é uma estratégia indispensável à sua sobrevivência. Ainda assim, muitos empresários e gestores não dão a atenção que ela merece.

Diante da relevância do tema, mostraremos a você a importância de se desenvolver uma boa análise financeira e, claro, apresentaremos dicas para fazer isso de maneira eficiente. Acompanhe!

O que é análise financeira?

Análise financeira nada mais é que o estudo da capacidade que uma empresa tem de gerar lucros, ajudando a acompanhar e prever o seu desenvolvimento.

Trata-se de uma estratégia essencial para o crescimento empresarial, uma vez que dá visibilidade ao gestor sobre finanças e pode auxiliá-lo na hora de avaliar e tomar decisões sobre o melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.

Portanto, de maneira resumida, podemos dizer que a análise financeira é um estudo que informa os resultados positivos e negativos da empresa, o que é essencial para monitorar seu real desempenho no mercado.

O que são as perdas financeiras?

As perdas financeiras, como o nome sugere, estão relacionadas a gastos que não estavam previstos ou que não trouxeram qualquer benefício para o negócio. São, portanto, fruto de falhas, erros de gestão e situações imprevisíveis.

Como você sabe, para que uma organização cresça e se torne sólida, é fundamental que ela experimente resultados positivos. Ou seja, seu faturamento deve ser maior que os gastos, resultando em bons lucros.

Isso revela a importância do gestor identificar gastos desnecessários e, claro, executar ações que previnam perdas financeiras. Afinal, esses gargalos prejudicam seu desenvolvimento e podem colocar o negócio em risco.

Por que calcular as perdas financeiras e quais as suas principais causas?

Conforme mencionado, as perdas financeiras são aqueles gastos imprevisíveis e totalmente prejudiciais ao equilíbrio financeiro da empresa, independentemente de seu porte ou área de atuação.

Diferentemente dos custos e despesas, essas perdas podem gerar um rombo nos caixas do negócio e causar uma situação difícil de ser superada — o que pode até resultar em falência.

Para evitar que o problema cresça a tal ponto, é imprescindível que o gestor conheça as situações que mais geram prejuízos em seu cotidiano. Conheça-as e fique mais atento!

Falhas Operacionais

As falhas operacionais são responsáveis por uma grande parte das perdas financeiras de uma empresa. Isso porque o problema é amplo e engloba uma série de situações, como a insistência em processos manuais e a falta de treinamento de pessoal.

Gestão Inadequada do Fluxo de Caixa

Administrar uma empresa não é uma tarefa simples. No entanto, é necessário dedicar-se a ela. A gestão inadequada do fluxo de caixa gera prejuízos para muitas empresas e o problema pode estar na incapacidade de monitorar dados e direcionar corretamente o dinheiro que entra.

Além disso, a inadimplência pode contribuir para o agravamento da situação, gerando um desequilíbrio financeiro considerável. Com capital faltando, fica difícil de operar e fazer investimentos inteligentes, não é mesmo?

Empréstimos Bancários desvantajosos

Os empréstimos são aliados do empresário, mas é necessário ter muita atenção antes de assinar um contrato. Em muitos casos, eles representam perdas financeiras para o negócio, principalmente devido às altas taxas de juros.

Oscilações do Mercado

O mercado não funciona de maneira estável e nem sempre é possível prever todas as situações. Com isso, é possível que essa volatilidade contribua para o aumento de perdas financeiras. Para se proteger, planeje, observe e conte com o auxílio de empresas especializadas.

Má Gestão do Estoque

O estoque é mais uma importante fonte de perdas financeiras. A má gestão dos produtos armazenados contribui para que eles vençam ou sejam danificados antes de serem vendidos, tornando-os impróprios para o consumo.

Como evitar perdas financeiras em sua empresa?

Quando falamos em perdas financeiras, precisamos entender que a prevenção é a melhor estratégia. Afinal, não é preciso sofrer prejuízos para aprender como isso pode prejudicar o processo de crescimento empresarial.

Diante disso, os empresários e gestores podem investir em ações estratégicas e controlar essas perdas com eficiência. Confira algumas dicas!

Automatize Processos

A tecnologia pode ser sua grande aliada no processo de prevenção de perdas financeiras. Isso porque os processos manuais costumam gerar mais erros e inconsistência que nem sempre são identificáveis.

Para melhorar ainda mais seus resultados, invista em um sistema da gestão integrada (ERP) e comece a analisar com atenção os relatórios e informações coletadas. Dessa forma, você terá mais controle sobre o negócio e suas finanças.

Fique Atento às Entradas e Saídas do Estoque

Não deixe de cuidar das entradas e saídas do estoque. Se esforce para ter um controle preciso daquilo que está presente em seus armazéns e fique atento aos prazos de validade dos produtos, especialmente se a sua empresa trabalha com itens perecíveis.

Trabalhe com Indicadores de Desempenho

Como você bem sabe, para manter o negócio no caminho do sucesso, é importante monitorar sua performance. Para isso, você pode contar com bons indicadores de desempenho para embasar suas decisões.

Juntamente com o ERP, essas ferramentas ajudam a avaliar o crescimento e desempenho dos setores e, claro, a prevenir as perdas financeiras.


Conseguiu entender por que você deve ficar atento às perdas financeiras de sua empresa? Esse monitoramento é essencial para sua sobrevivência e traz grandes benefícios, como a redução de gastos e o aumento da produtividade. Por isso, aproveite as dicas e coloque-as em prática no seu dia a dia!

Gostou deste artigo? Então assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos como este em primeira mão!

Este post tem 3 comentários

Deixe uma resposta