Relacionamento com o cliente x Momento de crise econômica: como equilibrar?

Relacionamento com o cliente x Momento de crise econômica: como equilibrar?

Quando a economia não vai bem, é normal que as empresas deixem de comprar, reduzam seus pedidos ou tenham dificuldades para honrar com seus compromissos. Nessas horas, reforçar as ações de relacionamento com o cliente pode salvar sua empresa!

Diante dos últimos acontecimentos no Brasil o no mundo, é difícil ignorar o fato de que estamos vivenciando uma forte crise econômica. De fato, o momento não é dos melhores, visto que a inflação, a alta do dólar e a queda no consumo prejudicam o funcionamento de milhares de empresas.

Sendo assim, como vencer o obstáculo sem perder seus clientes? Se você atua no mercado B2B, é hora de aprender a lidar com os impactos negativos da crise e impedir que ela destrua o relacionamento com seus clientes. Confira!

Como a crise econômica prejudica seus negócios?

Não precisamos de muitas reflexões e análises para visualizar o quanto as crises econômicas podem afetar, de forma severa e contínua, o funcionamento de uma empresa. A consequência desses momentos pode ser fatal para muitos empresários, gerando inadimplência e perda de faturamento e clientes.

A verdade é que nenhum negócio está imune ao problema. Uma crise econômica pode ser considerada um fator de risco à atividade empresarial, causando transtornos que nem sempre são reversíveis.

Quantos empreendimentos você já viu fechar devido a dificuldades para lidar com os impactos de uma recessão econômica? Não é por acaso que vemos pontos comerciais abandonados, CNPJs cancelados e o crescimento da inadimplência entre empresas.

Trata-se de um cenário desfavorável ao desenvolvimento do mercado como um todo, mas que tem um forte impacto no setor B2B. Afinal, se o consumidor final deixa de comprar, a empresa cancela os contratos com seus fornecedores e eles, certamente, passarão por dias difíceis.

Como manter um bom relacionamento com o cliente durante uma crise econômica?

Se não há como impedir que uma crise econômica se inicie, o ideal é aprender a passar por ela da maneira mais inteligente possível, não é mesmo? Por esse motivo, selecionamos algumas dicas infalíveis que o ajudarão a resguardar o relacionamento com o cliente, mesmo em situações críticas.

Atenção! É muito provável que as dificuldades financeiras vivenciadas pelas outras empresas afetem o seu fluxo de caixa. Seu cliente pode precisar fazer escolhas e, com isso, deixar de honrar com os compromissos assumidos com o seu negócio.

Mas, não se preocupe! As boas práticas que serão apresentadas a seguir podem evitar esse cenário e minimizar os impactos da inadimplência. Confira!

Invista na pré-cobrança

Já ouviu falar em pré-cobrança? Trata-se de uma metodologia que consiste em aplicar técnicas de cobrança antes mesmo que o cliente se torne inadimplente. Ficou confuso? É mais simples do que parece!

Na prática, você precisa manter um diálogo ativo com os clientes, evitando que eles se esqueçam da dívida e deixem de pagá-la. Para isso, é possível enviar e-mails lembrando do contrato ou informar sobre a possibilidade de emissão de uma segunda via do boleto ou duplicata, por exemplo.

Essas ações devem ser executadas dias e até semanas antes do vencimento do compromisso. Dessa forma, mesmo que o cliente informe que não terá como pagar, sua empresa pode se programar e iniciar um processo de negociação mais rápido.

Seja sincero e transparente

Em uma relação de parceria, sinceridade e transparência são atributos que jamais podem ser ignorados. Especialmente em momentos de crise, é importante que sua empresa saiba dialogar com os clientes e falar abertamente sobre as dificuldades enfrentadas.

Caso seja necessário mudar as datas de entregas das mercadorias ou até renegociar valores, é fundamental que essas situações sejam encaradas com profissionalismo, tranquilidade e ética. Seja claro e objetivo e se esforce para manter o relacionamento saudável.

Negocie sempre que preciso

O cliente não conseguiu cumprir com o contrato? Essa é uma situação ruim, mas não é impossível de ser superada. Na verdade, tudo depende da postura que seu negócio tomará a partir desse momento.

Em caso de inadimplência, é preciso ser rápido e estratégico. Quanto mais você demora para iniciar a negociação, mais difícil será receber o dinheiro e reaver essa perda financeira. Por isso, converse e tente chegar a um acordo que beneficie as duas partes.

Conte com o apoio de parceiros!

Por fim, conte com um parceiro que ajude a manter o seu negócio e ofereça soluções adequadas e customizadas. Busque um parceiro de BPO, como a Way Back, que trabalhe com processos organizados e bem-sucedidos que podem te ajudar a inovar com a qualidade que precisa para crescer com a agilidade que requer o momento.

Ao terceirizar a cobrança, sua empresa está investindo no relacionamento com o cliente, pois evita que erros sejam cometidos e garantem resultados em curto prazo. Trata-se de um investimento que pode salvá-lo em momentos de crise.

Deixe uma resposta