Pós-crise: como ações de BPO podem aliviar os impactos

Pós-crise: como ações de BPO podem aliviar os impactos

Em um mercado altamente competitivo, conquistar bons resultados e se destacar é uma tarefa complexa. Essa situação se agrava ainda mais em momentos de pós-crise — que começarão a ser vivenciados com o fim da pandemia de coronavírus e do isolamento social —, mas pode ser minimizada com ações de BPO (Business Process Outsourcing).

Se você tem dúvidas sobre o assunto e está preocupado com o futuro de sua empresa, não pode deixar de acompanhar este post até o final!

O que é BPO?

O BPO (Business Process Outsourcing) é uma estratégia empresarial que consiste em terceirizar processos e responsabilidades que não fazem parte da atividade principal do negócio.

O objetivo principal dessa ação é garantir que as atividades terceirizadas sejam executadas com mais eficiência e profissionalismo, bem como permitir que a empresa se dedique àquilo que sabe fazer de melhor — o que é essencial para o alcance de suas metas.

Por esse motivo, o BPO vem ganhando força no país, principalmente porque os negócios estão cada vez mais focados e determinados em aumentar sua produtividade e rentabilidade.

O que esperar no pós-crise do COVID-19?

A pandemia de COVID-19 pegou a todos de surpresa e gerou impactos diretos na economia. Empresas dos mais diversos portes e segmentos começaram a operar no modelo home office e muitas sequer podem funcionar.

Apesar do cenário do primeiro semestre no ano, é certo que toda essa situação será superada e tudo voltará a funcionar. Acontece que o período de pós-crise reserva muitos desafios e exigirá dos empresários e gestores muita determinação e estratégia.

A inadimplência empresarial é um reflexo direto da crise e precisará ser enfrentada com todas as armas possíveis. Com a queda no consumo, diversos negócios terão dificuldades para honrar com seus compromissos, prejudicando toda a cadeia produtiva.

Pequenas e médias empresas serão as mais atingidas. Segundo especialistas, enquanto as grandes companhias conseguem manter suas finanças por até três meses, muitos negócios de pequeno porte não têm fluxo de caixa suficiente para suportar uma longa crise. Em geral, elas conseguem honrar com seus compromissos por apenas 27 dias.

Como as ações de BPO podem ajudá-lo no pós-crise?

Empreender e gerenciar uma empresa significa andar por um caminho que, às vezes, pode ser repleto de obstáculos. Ao longo da existência de um negócio, é provável que ela enfrente algumas crises e o grande desafio está em encontrar uma saída para esses momentos.

Em outras palavras, existirão subidas, descidas e curvas perigosas. O segredo do sucesso está em encontrar a melhor maneira de dirigir o negócio e garantir que as coisas fluam naturalmente.

É nesse contexto que as ações de BPO ganham uma grande relevância. Afinal, a terceirização é capaz de transformar o cotidiano e as os resultados de uma empresa. Entenda como a seguir!

Traz mais eficiência ao cotidiano empresarial

Ao investir no BPO, você contará com profissionais especializados em cada atividade. Eles são capacitados e têm experiência para comandar os processos da melhor maneira possível. Na prática, isso é uma garantia de que as tarefas serão bem executadas, com qualidade e eficiência.

Vale destacar que essa decisão pode ser um diferencial competitivo importante, principalmente no pós-crise. Afinal, os processos serão finalizados seguindo regras e critérios legais, controlando-se os riscos de forma inteligente.

Além disso, a empresa contratada fica responsável por atualizar e treinar sua equipe, assim como providenciar as tecnologias necessárias para desempenhar um bom trabalho.

Reduz custos operacionais

A redução de custos é mais uma vantagem interessante do BPO. Ao transferir certas responsabilidades para uma empresa terceirizada, você consegue reduzir mão de obra e todos os gastos que ela implica, como:

  • Encargos trabalhistas;
  • Benefícios e comissões;
  • Treinamentos;
  • Seleção e recrutamento de talentos.

Se adapta às necessidades da empresa

O BPO consiste na prestação de um serviço que é flexível. Ou seja, a depender das necessidades de seu negócio, é possível contratar mais ou menos funcionários terceirizados.

Isso pode ser muito útil em um pós-crise, pois não é possível prever com exatidão o cenário, sendo fundamental contar com o apoio de uma empresa que consiga atender às possíveis mudanças que aconteçam no decorrer do processo.

Otimiza o tempo dos colaboradores

Em geral, quando uma empresa terceiriza processos e repassa alguns serviços para outra, seus funcionários conseguem se dedicar à atividade principal com mais empenho. Essa otimização do tempo é essencial para o enfrentamento de crises e proporciona mais produtividade.

Sem dúvidas, a qualidade do trabalho aumenta e os funcionários não se sentem sobrecarregados. Em momentos críticos, a pressão por resultados pode afetar a motivação de equipes despreparadas, o que não acontece com um time experiente e pronto para o trabalho.

Por que terceirizar serviços de cobrança no pós-crise?

A cobrança de dívidas é uma das tarefas mais delicadas e complexas a serem executadas no ambiente empresarial. Quando não é bem conduzida, ela pode desgastar uma relação e até gerar o fim de um contrato.

Muitos detalhes podem interferir em uma recuperação de dívida, como o momento certo para cobrar, a abordagem adequada, o meio de comunicação escolhido, a estratégia de cobrança e a oferta de negociação e prazos apresentados.

Por isso, contratar uma empresa de cobrança é uma estratégia muito produtiva. Afinal, profissionais qualificados e com ampla experiência nessa tarefa conseguem desempenhar esse papel com qualidade.

Muito mais do que cobrar, esse parceiro realiza negociações, apresentando propostas estruturadas, conduzindo o diálogo e garantindo uma recuperação de crédito rápida, o que pode ser vital em momentos de alta inadimplência.

Entendeu como as ações de BPO podem ser fundamentais para a superação do período pós-crise? Certamente, os desafios serão grandes, mas com os parceiros e estratégias corretas é possível superar os obstáculos e recolocar o negócio no caminho do crescimento.

Deixe uma resposta