Como recuperar o fluxo de caixa da empresa pós-crise

Como recuperar o fluxo de caixa da empresa pós-crise

Momentos de crises econômicas costumam refletir diretamente no faturamento das empresas, e o fato é que eles podem acontecer muitas vezes durante a vida da instituição. Por isso, estar preparado antes que as crises aconteçam é muito importante. Entretanto, essa nem sempre é a realidade de muitas empresas.

Mas calma, recuperar o fluxo de caixa da empresa depois da crise é possível, e nós vamos te dar dicas sobre isso neste conteúdo. Acompanhe!

Afinal, o que é fluxo de caixa e qual a sua importância?

Para algumas empresas, falar sobre o fluxo de caixa já não é mais nenhuma novidade, mas isso não é uma regra. Para aprofundar sobre estratégias que o ajude a recuperar o fluxo de caixa, vamos entender primeiro o que isso significa e porque é importante.

Podemos dizer que o fluxo de caixa é uma forma de gerenciar dados essenciais de uma instituição. Isso é, ter um controle minucioso de todo recurso que entra e sai da empresa, para então poder tomar decisões a curto, médio e longo prazo.

O fluxo de caixa é alimentado por dois vetores que precisam desse acompanhamento assertivo: contas a pagar e contas a receber. Hoje em dia, existem muitas maneiras de fazer esse controle, desde planilhas no Excel até sistemas criados para abrigar essas informações, sendo normalmente os mais efetivos.

Toda as decisões tomadas pelos gestores de uma empresa refletem diretamente no caixa. Portanto, isso significa que para maximizar e otimizar a operação da empresa é necessário aplicar a gestão de recursos.

Como recuperar o fluxo de caixa da empresa?

Agora que você já entendeu a importância de ter um fluxo de caixa, vamos ao que interessa. Se a sua empresa sofreu com a crise, recuperar o fluxo de caixa é uma das ações mais urgentes para que a instituição consiga continuar operando de forma saudável.

Conheça algumas ações importantes para ajudar a recuperar o fluxo de caixa:

Integre setores da sua empresa

O sucesso de uma organização está muito ligado à sincronização dos setores. Todas as peças precisam funcionar para a engrenagem girar sem problemas maiores.

Em momentos de crise, e depois dela, esse papel de integrar precisa ser repensado pela área financeira e a diretoria da empresa. É preciso analisar o que levou à situação atual, entender o fluxo de caixa atual, as receitas e despesas e então estudar formas de equilibrar tudo isso.

Em alguns casos, o corte ou suspensão de serviços e colaboradores pode ser necessário para restabelecer a segurança do negócio.

Priorize o que precisa ser feito agora

O erro de muitas empresas é pensar em contratar, em investir em novos produtos e outras coisas que dependem da saída do caixa no momento errado. Como citamos anteriormente, qualquer movimento no caixa pode causar grandes impactos quando não é bem definido.

Portanto, no momento que se espera recuperar o fluxo de caixa é importante ter foco em ações que sejam voltadas para essa necessidade. As demais podem ser pensadas a médio prazo.

Renegocie as dívidas

Por dificuldade de honrar com os pagamentos e, muitas vezes por desespero, algumas empresas acabam recorrendo à empréstimos com juros nada atrativos, que acabam virando uma “bola de neve”.

Para recuperar o fluxo de caixa da empresa é preciso renegociar todas as dívidas e tentar liquidá-las o quanto antes, de forma que a instituição possa voltar a fazer planos de investimentos.

Cobre os inadimplentes

A crise chegou e muitas empresas deixaram de honrar com os seus compromissos financeiros, mas isso não quer dizer que a situação deve se prolongar.

É importante entender que assim como o seu negócio, muitos outros também enfrentam dificuldades. Entretanto, o fluxo de caixa depende desses pagamentos, por isso, deixar de cobrar não é uma alternativa.

Empresas especializadas em cobranças podem ajudar a encontrar a maneira correta e contextual de fazer essas cobranças. A Way Back, por exemplo, tem a metodologia de trabalho NO WIN, NO FEE, ideal para instituições que não contam com um recurso alto de investimento para recuperar esses débitos.

Aposte em reconquista de clientes

Contratos pausados e cancelados precisam ser retomados o quanto antes, principalmente dos clientes que fizeram isso durante a crise econômica.

Buscar novos clientes pode dar muito mais trabalho e gasto que recuperar aqueles que já conhecem o seu serviço ou produto. Dessa forma, apostar em uma estratégia de relacionamento e propostas atrativas podem ser a saída para retomar as parcerias.

Conte com um parceiro de gestão de faturamento

Recuperar o fluxo de caixa não é uma tarefa fácil, assim como mantê-lo equilibrado. Por isso, grande parte das vezes os negócios contam com a terceirização desse serviço, realizado por quem tem expertise e pode retomar tudo de forma mais rápida e segura.

A gestão de faturamento vai controlar faturas, conciliação de contas e de resíduos, otimizando todo o serviço de contas a pagar e contas a receber.

A Way Back é especializada há 29 anos em gestão de recebíveis para nacionais e internacionais. Fale com a nossa equipe e saiba como podemos ajudar a proteger o fluxo de caixa do seu negócio!

Próximo postRead more articles

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta