Gestão de recebíveis: 5 ações que você deve começar a aplicar agora

Gestão de recebíveis: 5 ações que você deve começar a aplicar agora

Manter o caixa equilibrado é um desafio para qualquer empresa. Mas não importa o seu tamanho ou segmento, gerenciar bem o que entra e sai do caixa é fundamental.

Prever a receita da empresa ajuda a tomar decisões, fazer investimentos e garantir vida longa ao negócio. Mas você sabe como fazer isso? Separamos ações sobre gestão de recebíveis para você começar a aplicar e organizar o seu financeiro agora mesmo. Leia a seguir!

Por que a gestão de recebíveis é importante?

Antes de começar a falar sobre as ações necessárias em gestão de recebíveis, vamos esclarecer porque esse trabalho é tão importante e não deve ser esquecido pelas instituições.

Uma venda só se torna efetiva quando o valor dela entra no caixa da empresa. Mas ainda que os clientes saibam da responsabilidade de efetuar o pagamento em dia, com o tempo de relacionamento, algumas coisas podem mudar, fazendo com que ele passe do perfil de bom pagador à inadimplente. Assim, é necessário monitorar o seu cliente e entender o seu comportamento.

Estar preparado em relação a esse cenário e aplicar medidas de prevenção é o melhor caminho para uma boa gestão de recebíveis. Esgotadas todas as ações preventivas, os diretores e a equipe financeira precisam definir os critérios que vão envolver as abordagens para o recebimento dos débitos vencidos.

Ações essenciais na gestão de recebíveis

Organização é um fator importante em qualquer tipo de trabalho, mas quando se trata do departamento financeiro, essa necessidade é ainda maior. Afinal, a empresa inteira funciona a partir da movimentação de caixa.

Veja as práticas de gestão de recebíveis para começar a aplicar o quanto antes:

1.    Acompanhamento mensal dos recebíveis

Todas as vendas que demandam de mensalidades devem contar com um sistema de acompanhamento, a fim de evitar que haja atrasos nos pagamentos e risco de inadimplência.

Essa prática visa analisar os títulos em abertos e os títulos quitados, que podem afetar o fluxo de caixa da empresa. Se essa conciliação financeira for realizada com toda atenção necessária, será pouco provável que qualquer título passe despercebida.

Além disso, hoje em dia existem empresas que desenvolvem programas para controlar as entradas e minimizar o risco de inadimplência.

2.    Observe a taxa de retenção

Empresas com um volume alto de clientes podem perder o controle do churn. Essa é uma métrica muito importante para os resultados do negócio e também está dentro da estratégia de gestão de recebíveis, afinal, cliente cancelando o serviço significa redução no caixa.

Cuidar da retenção de clientes é um trabalho contínuo e que não deve ser ignorado. Se houver uma queda incomum na retenção, pode ser o momento de avaliar as alternativas de pagamento ou falhas no acompanhamento da jornada do cliente.

3.    Oferta de condições especiais

Uma das possibilidades a serem utilizadas para tratar a gestão de recebíveis é oferecer condições especiais de pagamento adiantado dos títulos a pagar. Afinal, os clientes não costumam adiantar os pagamentos se não perceberem que há algum benefício nisso.

Para isso, é preciso planejar muito bem o que pode ser ofertado ao cliente. O importante é que a ação seja atrativa para ambas as partes.

4.    De olho na inadimplência

Quem são os seus clientes que pagam em dia e quem são aqueles que costumam atrasar as mensalidades? Se a sua empresa não tem esse controle, é hora de começar!

Fazer o controle da inadimplência é uma das importantes ações da gestão de recebíveis, e ela começa com a identificação desses perfis de clientes em sua régua de cobrança.

Naturalmente, a forma de abordagem para cada caso e momento da régua é diferente. Por isso, contar com especialistas nesse tipo de atividade é sempre uma boa alternativa. Além disso, ter um relatório de inadimplência vai ajudar a entender o fluxo de caixa do negócio.

  • Facilite a rotina dos seus clientes

Toda área financeira já ouviu do cliente que ele esqueceu a data de pagamento ou mesmo que não conseguia pagar por determinado método. Por isso, dar aos seus clientes recursos diversos para efetuarem os pagamentos é muito importante.

Com o avanço da tecnologia, cada vez mais as coisas estão digitais, inclusive as tratativas e pagamentos. Por isso, ferramentas digitais como portais de autonegociação, ajudam nesse sentido.

Coloque em ação a gestão de recebíveis!

O trabalho de gestão de recebíveis é sinônimo de organização, controle e análise. Sem esses, qualquer empresa tende a ter resultados negativos e desorganizados.

Com as práticas que sugerimos neste artigo, a gestão de recebíveis se torna menos complexa e mais efetiva. Porém, se ainda assim você deseja ter recursos e aplicações que sua equipe não tenha expertise, a melhor escolha é contar com uma empresa experiente nesse trabalho.

A Way Back atua há 29 anos com empresas nacionais e internacionais, cuidando da gestão de recebíveis em qualquer fase de sua régua que ajuda no melhor controle do seu fluxo de caixa e do seu ciclo financeiro. Fale com a gente e saiba como podemos ajudar o seu negócio!

Próximo postRead more articles

Deixe uma resposta